Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hotelaria e Turismo PT

Novidades, curiosidades, notícias e tendências. Para opiniões reais sobre hotéis e restaurantes, siga a nossa rúbrica: Viagens a 2!

Hotelaria e Turismo PT

Novidades, curiosidades, notícias e tendências. Para opiniões reais sobre hotéis e restaurantes, siga a nossa rúbrica: Viagens a 2!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mega negócio EXPEDIA-ORBITZ confirma-se!

2015 está a confirmar-se como o Annus Magnus da EXPEDIA!

Fusão Expedia Orbitz 

Depois de em Julho de 2014 a Expedia ter comprado o Grupo Wotif por $658M (577M€ à cotação actual) e em Janeiro de 2015 ter concluído a compra da Travelocity por $280M (245M€), confirmou-se esta semana que a Comissão da Concorrência dos Estados Unidos não irá colocar entraves à compra da Orbitz pela Expedia por $1,3Bn (1,14Bn €).


Este mega negócio entre a Expedia e a Orbitz já tinha sido anunciado em fevereiro 2015 mas devido à potencial disrupção de mercado que poderia causar no E.U.A. (com esta compra, a Expedia passa a controlar 75% do mercado das OTAs), a AHLA American Hotel and Lodging Association pronunciou-se sobre a fusão e solicitou à comissão da concorrência dos EUA # o seu parecer. A comissão colocou durante quase 7 meses uma pausa forçada no negócio, até agora.

 

É claro que existe o receio de que particularmente nos EUA, a Expedia uso da sua força dominante para manter ou aumentar as comissões praticadas junto dos hotéis, ou mesmo por aplicar cláusulas leoninas (que favorecem desproporcionalmente uma das partes contratantes) em seu favor.


# Entidade reguladora Estaduniense debaixo da jurisdição do Departamento de Justiça que controla e regula as empresas a actuar no mercado dos EUA de modo a prevenir práticas anti-concorrenciais e a garantir a concorrência saudável e justa em benefício dos consumidores.

 

Nos EUA existem leis que:

1. Penalizam e impedem a formação de cartéis e proibem práticas restritivas de mercado ou de definição de preços que se considera desvirtuarem o mercado livre e/ou prejudicam o consumidor final;

2. Restringem as fusões e aquisições de empresas ou de organizações com fins lucrativos que poderiam reduzir a competitividade dos mercados;

3. Proibem a formação de monopólios comerciais e do abuso do poder de força dominante;

 

Esta entidade, no que respeita às regras da concorrência é muito semelhante à nossa AdC - Autoridade da Concorrência, que apesar de não intervir habitualmente em Hotelaria – devido à dificuldade de estabelecer em Hotelaria a aplicabilidade de Monopólio e/ou abuso de força dominantes - é bastante interveniente noutros casos que podem desvirtuar a competitividade ou livre concorrência do mercado.

 

Fontes: Tnooz.com, Skift.com, Justice.gov e Wikipedia.org 

 

Rastreamento de bagagens OU como não perder as malas no Aeroporto!

A crónica anunciada de uma mala perdida! 

Veja se o filme lhe diz qualquer coisa...

 

O António (nome fictício) vai viajar de Lisboa para Londres e escolhe o voo das 7h25 para o efeito. Como pretende ficar por Londres durante 7 dias, leva uma mala de cabine e uma outra mala maior que ficará no porão.

Eis o que se passou:


06h05 – Faz check-in para o seu voo directo de Lisboa para Londres e entrega a sua bagagem para ir no porão.


7h25 – Embarca no voo para Londres, descansado da vida e seguro que tudo está bem.

 

11h02 – Aterra em Londres, no Aeroporto de Heathrow. Dirige-se à entrega de bagagem para poder ir para o hotel.

 

11h31 – Começam a chegar as primeiras malas e bagagens…mas nem sinal da sua.

 

12h17 – É agora o único passageiro do voo das 7h25 Lisboa - Londres mas a bagagem continua sem dar sinal de vida…


12h43 – Já aflito(a), dirige-se ao guichet da companhia aérea em causa, explica que a sua preciosa bagagem não chegou e pede que o ajudem.


13h04 – O funcionário da companhia aérea diz-lhe que não existe qualquer registo de entrada da sua bagagem no Aeroporto de Heathrow.


13h04 – Passa-se com o funcionário, entra num ataque de histeria aguda, desata à cabeçada ao stand da companhia aérea e aos gritos desesperados até que os seguranças do aeroporto o seguram e lhe esvaziam uma lata de spray pimenta para os olhos! Ou talvez seja mais civilizado e se limite a ficar muito muito aborrecido…


13h05 – Enquanto o funcionário lhe passa um copo de água, vai tranquilizando-o e informa que vai procurar a sua bagagem noutros aeroportos.


13h06 – Decidi ir almoçar porque o pequeno-almoço já foi à quase 7 horas e como não gosta de comida de avião, não comeu mais nada desde essa altura. Em silêncio e enquanto deglute um Fish & Chips no Dining Street Restaurant vai murmurando: “espero que a mala não tenha ido parar ao Brasil”…


13h54 – Almoço tomado (o Fish & Chips no Dining Street Restaurant nem é nada mau), está volta ao guichet de atendimento. Nada…nenhuma notícia da bagagem.


15h11 – Finalmente! Descobriram a mala e não, não está em São Paulo ou no Rio de Janeiro. Está em Madrid e vão reenviá-la agora para Londres por isso, apenas mais umas horitas e já está...


15h47 – Azar, a mala está em trânsito para Estugarda…


16h55 – A mala chegou ao aeroporto de Estugarda. Você? Continua em Londres, agora no Costa a beber um café e a tentar descontrair.


18h37 – A mala finalmente é colocada num avião para Londres…esperamos!


21h41 – Chegou a mala…após quase 12 horas de espera e aqui está! Nunca em toda a vida se agarrou tanto a um pedaço de plástico (…é uma Sansonite).

 

Soa-lhe familiar?


Se já fez algumas (ou várias) viagens de avião, de certeza que lhe aconteceu a si, a um colega ou familiar seu, ou então da ouviu falar de peripécias como as acima.

 

A verdade é que perder a bagagem é uma situação comum, que causa transtornos e raramente é devidamente compensada pelas companhias aéreas. No final, fica sem os seus pertences pessoais e não se livra de horas de espera, horas a reclamar e dias ou semanas para reaver algum dinheiro de compensação (isto, quando consegue uma compensação!).

 

E então, gostamos da história, mas para que serve isto tudo?

 

Para lhe dizer que existem formas de ultrapassar o problema! Então aqui fica:


1. Se possível, não coloque malas no porão (*).
2. Se o n.1 não for possível, compre um Trakdot!

 

 

O que é o Trakdot?

O Trakdot é um sistema que rastreia a sua bagagem!

 

Como funciona? Coloque as pilhas, ligue o aparelho e registre-se. Quando for necessário utilizar, basta ligar. Através de um sistema de localização GPS que se coloca na sua mala, saberá sempre onde se encontra a sua bagagem.

 

E depois? Depois é só ir acompanhando a localização da sua mala através da App, do email ou então via SMS.

 

Em que isso ajuda? Ajuda porque poupa-lhe tempo em descobrir onde está a sua mala. No exemplo acima, bastaria chegar ao Aeroporto de Londres, aceder à App e perceber que a mala não estava em Londres mas em Madrid.  

 

Mais algumas coisas de que gosto no Trakdot:

  • Envia a localização em tempo real através de e-mail e por SMS.

  • Diz em que Aeroporto está a sua mala.

  • Desliga-se automaticamente quando o avião descola.

  • Liga-se automaticamente quando o avião aterra.

  • As pilhas duram até 22 dias com o aparelho ligado.

 

Quanto custa o Trakdot?

Custa $138 (122€) via Aliexpress ou £94,39 (129,40€) via Trakdot UK.

A Trakdot UK é um pouco mais cara, mas pela minha experiência entrega mais rápido.

 

trakdot - sistema de rastreamento de bagagens

 

Agora um vídeo que explica ainda melhor que nós o que o Trackdot faz:

 

(*) Além do risco de lhe perderem as malas, poderá facilmente ficar com artigos pessoais estragados.

 

Sobre a questão das bagagens extraviadas ou danificadas e o que poderá fazer, deixamos aqui a informação oficial da ANAC - Autoridade Nacional da Aviação Civil e do Centro Europeu do Consumidor nos Estados-Membros da União Europeia.

 

Esperemos que ajude! Nós ficamos fãs :)

 

Os maiores Hotéis de Portugal

Como hoteleiro, de certeza que já se perguntou quais são os maiores hotéis de Portugal! Sim?!
Ainda bem, porque hoje é o dia em que respondemos a essa pergunta:

 

Pergunta: Qual é o maior hotel em Portugal?
Resposta: O maior hotel em Portugal é o Marriot Lisboa Hotel.

 

O Marriot Lisboa Hotel pertença da Marriot International é um hotel de 4* com 577 quartos o que o tornam no maior hotel de Portugal. Além dos 577 quartos dispõe ainda de cerca de 2.000 m2 de espaços para reuniões o que junto com a sua localização em Lisboa, lhe permitem alojar grandes grupos e grandes eventos. Esta unidade de alojamento era antigamente conhecida como Hotel Penta Lisboa.

Lisbon Marriot Hotel

Marriot Hotel Lisboa, ex-Penta Hotel Lisboa, com 577 Quartos

Fonte: Expedia.com

 

Aproveitamos e deixamos abaixo uma lista com os 60 maiores hotéis a operar em Portugal.

 

1. Marriot Hotel em Lisboa, com 577 quartos – O maior hotel de Lisboa e de Portugal
2. Clube Praia da Oura em Albufeira Algarve, com 561 quartos – O maior hotel do Algarve
3. Corinthia Hotel em Lisboa, com 518 quartos
4. Be Live Family Palmeiras Village em Armação de Pêra Algarve, com 517 quartos
5. Adriana Beach Club Hotel Resort em Albufeira Algarve, com 439 quartos
6. Tivoli Marina em Vilamoura Algarve, com 383 quartos
7. Pestana Casino Park no Funchal Madeira, com 379 quartos – O maior hotel da Madeira
8. Sheraton Hotel & Spa em Lisboa, com 369 quartos
9. Yellow Praia em Monte Gordo Algarve, com 366 quartos
10. Vila Galé Ampalius em Albufeira Algarve, com 357 quartos
11. Hotel Mundial em Lisboa, com 350 quartos
12. Grande Real Santa Eulália em Albufeira Algarve, com 344 quartos
13. Hotel InterContinental em Lisboa, com 331 quartos
14. Hotel Tivoli em Lagos Algarve, com 324 quartos
15. Crown Plaza em Vilamoura Algarve, com 323 quartos
16. Enotel Lido no Funchal Madeira, com 317 quartos
17. Sana Metropolitan Hotel em Lisboa, com 315 quartos
18. Pestana Delfim Beach & Golf Resort em Alvor Algarve, com 312 quartos
19. Aldeamento Turistico da Prainha em Alvor Algarve, com 312 quartos
20. Epic Sana Hotel em Lisboa, com 311 quartos
21. Porto Bay Falésia em Albufeira Algarve, com 310 quartos
22. Vila Galé Cerro Alagoa em Albufeira Algarve, com 310 quartos
23. Hotel Tivoli em Lisboa, com 306 quartos
24. Vidamar Resorts no Funchal Madeira, com 300 quartos
25. Altis Grand Hotel em Lisboa, com 300 quartos
26. Altis Park Hotel em Lisboa, com 300 quartos
27. VIP Executive Arts Hotel em Lisboa, com 300 quartos
28. VIP Grand Hotel & Spa em Lisboa, com 295 quartos
29. Hotel Tivoli no Carvoeiro Algarve, com 293 quartos
30. Vila Galé no Porto, com 292 quartos - O maior hotel no Porto
31. Hotel Sana em Lisboa, com 287 quartos
32. Auramar Beach Resort em Albufeira Algarve, com 287 quartos
33. Pestana Carlton Madeira no Funchal Madeira #, com 285 quartos
34. Robinson Club Quinta Da Ria em Vila Nova da Cacela Algarve, com 285 quartos
35. Salgados Palm Village Apartments & Suites em Albufeira Algarve, com 283 quartos
36. Four Seasons Hotel Ritz em Lisboa, com 282 quartos
37. HF Ipanema Park no Porto, com 281 quartos
38. Tivolia Victoria em Vilamoura Algarve *, com 280 quartos
39. Tivoli Oriente Hotel em Lisboa, com 279 quartos
40. Pestana Beach Resort & SPA em Porto Santo Madeira, com 275 quartos - O maior hotel de Porto Santo
41. Dom Pedro Garajau no Caniço Madeira, com 272 quartos
42. Hotel São Lázaro em Bragança, com 272 quartos - é o maior hotel de Bragança
43. Vila Galé em Tavira, com 268 quartos
44. Sheraton Hotel no Porto, com 266 quartos
45. Alfamar Beach & Sport Resort em Albufeira Algarve, com 264 quartos
46. Hotel Roma em Lisboa, com 263 quartos
47. Dom Pedro Palace em Lisboa, com 263 quartos
48. Dom Pedro Golf Resort em Vilamoura Algarve, com 263 quartos
49. Vila Gale em Santa Cruz Madeira, com 262 quartos
50. Four Views Monumental Lido no Funchal Madeira, com 262 quartos
51. Four Views Baia no Funchal Madeira, com 261 quartos
52. Vila Galé Opera em Lisboa, com 259 quartos
53. Vila Baleira Resort em Porto Santo Madeira, com 256 quartos
54. Porto Palácio Congress Hotel & Spa no Porto, com 251 quartos
55. Vidamar Hotel em Albufeira Algarve, com 250 quartos
56. Balaia Golf Village em Albufeira Algarve, com 250 quartos
57. Saccharum Hotel Resort & Spa na Calheta Madeira, com 243 quartos
58. Luna Falésia do Mar em Albufeira Algarve, com 240 quartos
59. Martinhal Beach Resort & Hotel em Sagres Algarve, com 238 quartos
60. Vila Galé em Cascais, com 233 quartos - O maior hotel de Cascais


# Não incluimos o Madeira Beach Club visto ser considerado uma unidade de alojamento independente
* Não incluimos o Victoria Residences visto ser considerado uma unidade de alojamento independente.

 

Destaques de hotéis e quartos por cadeia hoteleira:

 
     Unidades   Quartos   Média Quartos
Vila Galé         7     1981          283
Tivoli         6     1865          311
Pestana          4     1251          313
Sana         3      913          304
Dom Pedro         3      798          266
Sheraton         2      635          318
Altis         2      600          300
VIP         2      595          298
Vidamar         2      550          275
Four Views         2      523          262


Destaques de hotéis e quartos por região:

 
    Unidades  Quartos   Média Quartos
Algarve258058322
Lisboa196138323
Madeira113112283
Porto41090273
Trás-os-Montes1272272

 


Apesar de os indicadores acima serem apenas isso, indicadores, são já uma amostragem grande com 18.670 quartos (14,3% dos 130.596 quartos disponíveis em Portugal de acordo com o Atlas da Hotelaria 2014 da Deloitte).

 

É de notar a clivagem existente entre o número de grandes hotéis por região, especialmente quando comparamos os destino Algarve e Lisboa com o resto do país.

 

Como último destaque, uma menção honrosa para o Hotel São Lázaro em Bragança, que com 272 quartos é o maior hotel de Bragança e Trás-os-Montes e também o 2º hotel com mais quartos a Norte de Lisboa.

 

De certeza que existem muitas outras ilações a retirar e se quiser partilhar conosco as suas, já sabe, deixe um comentário!

 

Lisbon Bridge night image

 

Os melhores sites para reservar hoteis com desconto

Por anos ouvimos dizer que sites de agências de viagens online como a Booking ou a Expedia eram o expoente máximo quando se tratava de fazer reservas online de alojamento a preços descontados face ao valor normal de mercado. Independentemente de isso ser a realidade ou não, era a percepção geral do mercado.

 

Em tempos mais recentes e com a chegada da crise aos mercados financeiros, começaram a tornar-se muito populares os sites de compras colectivas e de flash sales como a Groupon, LivingSocial e a  Letsbonus, ou as portuguesíssimas Sapo Voucher e Lifecooler, só para citar alguns exemplos de sites que vendem alojamento a preços descontado. Mais uma vez, a questão não era se na realiadade os preços eram de facto mais baratos ou não, mas se era essa a percepção do mercado…e era.

 

Enquanto a crise durou, a grande maioria dos hotéis e mesmo das cadeias hoteleiras, não tinha qualquer pudor ou receio em utilizar estes canais de venda massificada na expectativa de revenue incremental, mas com o retomar da confiança dos mercados, é por demais evidente que existe hoje em dia uma maior retracção dos hoteleiros em utilizar estes canais de desconto tipo flash sales, quer pela sensação de desespero que passam ao cliente final, quer pela tentativa de melhorar o posicionamento da sua marca num mercado em franca recuperação ou simplesmente pela noção – em alguns casos incorrecta, de que o cliente está a disposto a pagar mais pelo mesmo produto visto existir uma melhoria das condições gerais do mercado.

 

Ainda assim, um comprador determinado a poupar tem sempre truques na manga para descobrir os melhores sites para reservar hotéis mais baratos!

 

Vamos então abordar o tema:

Quais são os melhores sites para reservar hoteis com desconto?

De uma forma generalista e salvo alguma promoção exclusiva a alguma agência, os melhores preços podem regra geral, ser encontrados aqui:

 

 

Trivago

A Trivago é um agregador (metasearch engine) que basicamente “mostra” os melhores preços disponíveis de um determinado hotel, para uma data específica. A inovação aqui, é que os preços são retirados de diversas OTAs (agências de viagens online) que se liguam ao agregador.

 

Exemplo: na Imagem 1 abaixo, mostramos os preços para um hotel no Porto, o Porto Palácio Congress 5*, para estadia em quarto duplo nas datas de 15 a 17.11.2015. Neste exemplo e tomando por base o quarto Executivo em ocupação dupla, não cancelável e com pequeno-almoço não incluido:

 

Imagem 1 | Trivago.pt - diferença de preços em Hotel no Porto

 Imagem 1

 

 A tabela ajuda a colocar os diferentes canais e preços em perspectiva: 

 

Tabela 1

OTAs

Preço por Noite

Dif € para valor + barato

Dif % para valor + barato

7ideas.com

86€

-

-

Hoteis.com

91€

5€

+8,3%

Booking.com

             94€

8€

+9,3%

Hotel.info

             99€

13€

+15%

Site oficial

             99€

13€

+15%

 

A OTA mais barata é a 7ideas: preço por noite de 86€.

A OTA mais cara é a Hotel.info (pertence à HRS.com): preço por noite de 99€.

 

Aproveitamos e verificamos também a Booking.com, Hoteis.com e o próprio site do Hotel:

Booking.com: preço por noite de 94€

Hoteis.com (pertence à Expedia): preço por noite de 91€

Site oficial do hotel: preço por noite de 99€

 

Ou seja, entre o site oficial do hotel e a 7ideas, pode poupar até 13€ o que equivale a um desconto de 15%!

Mesmo entre agências online, apenas por escolher entre a mais barata 7ideas e a 2ª mais barata Hoteis.com, pode ainda poupar 5€ equivalentes a um desconto de 8,3%.

 

PS - para quem já nos perguntou, a 7ideas é uma OTA segura e de confiança, pertence ao Grupo Logitravel.

 

 

Tripadvisor

Que o TripAdvisor é o maior site de viagens do mundo, de certeza que já sabia. E que é o site com a maior colecção de dados e comentários sobre atrações turísticas, cidades, hotéis e outras infraestruturas associadas a viagens e turismo, também é provável que saiba. O que provavelmente desconhecia é que no TripAdvisor já é possível reservar e muito em poupar reservas de hotéis!

Veja o exemplo na Imagem 2 abaixo.

Obs.: para não complicar, mantemo-nos com o mesmo hotel no Porto, o Porto Palácio Congress 5*, para estadia em quarto duplo nas datas de 15 a 17.11.2015.

 

Descontos de OTAs na Tripadvisor para Hotel no Porto

 Imagem 2

 

Das OTAS em destaque na TripAdvisor, a mais barata de todas é a Prestigia:

Por 87€ por noite (82€ + 5€ de taxas), podemos reservar na Prestigia o hotel Porto Palácio Congress Hotel & Spa, sendo que as condições de reserva são também de reserva não-cancelável e sem pequeno-almoço.

De seguida, encontramos a Hoteis.com com 86€ + 5€ de taxas, os 91€ já mencionados e vistos acima na Trivago.

Novamente aparece-nos a Booking.com com 89€ + 5€ de taxas, o que dá os 94€ também publicados na Trivago.

 

Agora um truque para reservar ainda mais barato na TripAdvisor:

Repare nos links com nomes de OTAs e preços imediatamente por baixo das OTAs em destaque (Imagem 3).

 

 Dica de Desconto de otas na Tripadvisor

 Imagem 3 - Dica de descontos na TripAdvisor 

 

Se reparar bem, a Amoma está referenciada com preços desde os 79€ por noite! Ao seguir o link verificamos que a abordagem de demonstração de preço é  idêntica à das restantes OTAs: apresentam preços sem Taxas e no final da transação acrescentam 5€ de taxas.

Ainda assim, a Amoma com 84€ (79€ + 5€ de taxas) permanece consideravelmente mais barata que a Prestigia.

 

 

Voyage Privé

A Voyage Privé é o maior clube de vendas privadas de viagens no mundo. A sua força principal é em França, onde possui uma base de dados acima dos 5 Milhões de subscritores e uma base de dados mundial acima de 10 Milhões de subscritores espalhados pelos diferentes pontos de venda que possuem: www.voyage-prive.es, www.voyage-prive.co.uk, www.voyage-prive.it e www.voyage-prive.com.br, www.voyage-prive.pl. Como os diferentes pontos de venda, tem diferentes mercados e públicos alvo, poderá encontrar diferentes ofertas em cada um deles.

 

Para começar a utilizar, não é necessário pagar nenhuma inscrição ou ser convidado por alguém que já utilize, basta registar-se na base de dados deles com o seu email e já está!

 

Quanto pode poupar na Voyage Privé? Para responder, fizemos nós mesmos algumas comparações:

 

Acedemos à Voyage Privé França e pesquisamos por ofertas em Portugal. Deparamo-nos com o Praia Verde Boutique Hotel 4* e escolhemos a opção disponível: estadia de 3 noites em suite para 2 pessoas, com pequeno-almoço escolhido, 1 welcome drink por pessoa à chegada e 10% de desconto para consumos no restaurante Terra (é o restaurante do hotel). Entrada a 01 de Outubro com saída a 04 de Outubro 2015.

 

O valor final do pacote é de 318€ + 15€ de taxas de reserva = 333€ por noite (imagem 4)

 

Praia Verde Boutique Hotel na Voyage Prive FR.png

 Imagem 4 – Praia Verde Boutique Hotel na Voyage Prive FR

 

 

Agora vamos ver a mesma reserva feita pela Booking.com e pelo site oficial do hotel:

Booking.com:  588€ por noite (Imagem 5)

Praia Verde Boutique Hotel na Booking.png

 Imagem 5 - Praia Verde Boutique Hotel na Booking.com

 

Site oficial do hotel:  654€ por noite (Imagem 6)

Praia Verde Boutique Hotel no site oficial.png

 Imagem 6 - Praia Verde Boutique Hotel no site oficial

 

Quanto poupa na Voyage Privé?

  • Comparando a Voyage Privé com o site oficial, poupa 321€ equivalentes a um desconto de 49%!
  • Comparando a Voyage Privé com a Booking.com, poupa 255€ equivalentes a um desconto de 43%!

 

Nota adicional: à semelhança da Voyage Privé, existem muitos outros canais privados de venda de alojamento que funcionam de forma idêntica. Poderá também querer verificar os seguintes:

  

 

Booking.com Flash Deals

Já muito se falou da Booking.com, bem e mal, mas a verdade é que uma grande maioria dos utilizadores continua a visitar este autêntico Google da hotelaria. Mesmo a nível de ofertas e descontos, esta OTA continua a ser um dos líderes do sector de reservas online.

 

Uma das razões é a Flash Deal da Booking que apesar de ser discretamente promovida, é altamente eficaz! O acesso à mesma está convenientemente colocado na página principal e apenas num único passo, colocar o seu email, pode aceder a descontos exclusivos até 50% sobre as normais tarifas BAR (Imagem 7).   

Booking.com Flash Deals.png

 Imagem 7 – Booking.com Flash Deals

 

Depois de se registar...é só aguardar para começar a receber ofertas exclusivas confortavelmente na sua caixa de correio!

 

 

Top Dica Final

 

Muitos hotéis dispõem de uma regra no website próprio que se chama Melhor Tarifa Garantida. Esta regra informa o utilizador que no caso de se encontrarem tarifas mais baratas noutra plataforma (desde que respeitando as mesmas condições de tarifa), que eles igualam a tarifa e nalguns casos até oferecem um desconto adicional de 5% ou 10%.

 

Isto acontece porque apesar de a esmagadora maioria dos hotéis venderam mais por canais de venda intermediados do que directamente, a estratégia comercial da maioria também passa por vender mais em canais directos, devido à maior margem desses canais.

 

Mesmo que não lhe façam um desconto directo no preço, poderá tentar um added value como o upgrade, oferta do pequeno-almoço, de um tratamento vip no quarto ou outra coisa qualquer que seja valorizado por si.

 

 

Foram estas as nossas sugestões!

 

Em jeito de conclusão:

  • Existem muitos locais online onde pode procurar e encontrar boas ofertas de alojamento a preços mais em conta;
  • Não necessita procurar muito, mas deve saber onde procurar e comparar os resultados para então encontrar as melhores ofertas;

Sites de reservas online para eventos, reuniões e conferências

Qualquer hoteleiro que se preze sabe o que faz uma OTA (Online Travel Agent) ou em bom português, uma Agência de Viagens Online! Permite reservar o seu alojamento, normalmente apenas a individuais, com confirmação imediata de preço e reserva.

 

Sabe que também é possível reservar online salas de hotel para conferências e eventos?

Dependendo do local que escolher, do tamanho da sala e quantidade de pessoas envolvidos, pode até receber uma cotação e confirmação instântanea. Faz confusão? Não se preocupe, explicamos tudo aqui:

 

Como funciona o processo de reservas online para reuniões, conferências e eventos?

Do ponto de vista do fornecedor: o que interessa a qualquer fornecedor é vender o seu produto. Para isso, é fundamental:

  • estar bem posicionado na página do seu destino, para ser dos primeiros a ser visto quando a procura é feita por destino (p/exemplo: Lisboa);
  • documentar todas as instalações disponíveis no espaço (estacionamento, quartos, restaurantes, bar, terraço, salas, piscina, etc.) ;
  • ter boas descrições dos diferentes serviços e instalações existentes, com fotos de boa qualidade e vídeos apelativos;
  • mostrar as diferentes configurações, dimensões e capacidades das salas disponíveis;
  • apresentar as opções de catering (se existente) disponíveis, que podem ir desde um simples coffee-break até um serviço completo que inclui a sala de reuniões, coffee break, almoços, cocktail, jantar e alojamento com pequeno-almoço e até transporte de e para o aeroporto mais próximo;

Do ponto de vista do cliente: além do já mencionado acima, o cliente tem já em mente a capacidade aproximada das salas (salas) e número de quartos (se envolver alojamento) que necessita, sabe o budget que tem para gastar e a localização ideal também. Geralmente a pesquisa é feita por destino e sem nenhum hotel específico em mente, por isso, quantos mais dados conseguir obter, melhor será a sua escolha.

O agente facilitador: estas plataformas online tem tudo o que um cliente procura e permitem tudo o que um fornecedor quer promover. Descrições pormenorizadas, plantas das salas, fotos do espaço e da envolvência além de uma lista infindável de serviços disponibilizados. Acima de tudo, permitem algo muito valioso que o cliente não obteria de outra forma: uma análise instântanea de todas as diferentes opções, numa determinada localização, com comparação item a item.   

 

Quais são os sites que disponibilizam reservas online para salas de reunião, conferências e eventos?

Quando se trata da marcação de salas para eventos e congressos em plataformas digitais, queremos abordar o tema em 2 formatos diferentes:

  • O cliente final quer receber directamente as cotações para um evento ou uma reunião, utilizando uma plataforma online para o efeito;
  • Alguém solicita preços para um evento ou congresso a uma agência. A agência decide utilizar uma plataforma online para colocar pedidos e receber as respectivas cotações para depois passar as condições ao cliente final;

 

Para o ponto 1, destacamos a MeetingsBooker e a HotelPlanner (pode estar nos dois formatos)

Para o ponto 2, destacamos a Hotelplanner, Cvents e RegOnline.

 

Descrevemos agora as opções em maior detalhe:

 

MeetingsBooker.com

É uma plataforma muito direcionada ao cliente final e ao fornecedor, com similaridades com a Booking.com, que permite visualizar imediatamente diversas possibilidades de escolha apenas por se digitar o país ou cidade onde se deseja que o evento/reunião ocorra (imagem 1); As cotações instântaneas estão disponíveis em alojamento ou então em preços pré-definidos para aluguer de salas pelos fornecedores registados – neste caso, aconselhamos a que não aceite a primeira proposta porque talvez seja possível negociar com o fornecedor melhores preços ou outras condições.

Custos da MeetingsBooker: a listagem grátis tem uma comissão de 12% e a paga (qualquer uma delas) tem comissão de 10%. Os valores anuais a pagar, dependem da listagem e exposição associada que os fornecedores desejem.

meetingsbooker.com

 

 

 Hotelplanner.com

Design apelativo, capacidade de reservar alojamento, espaços de reuniões, preços para grupos, tarifas negociadas, extranet para agentes e partilha de comissões entre a plataforma e o agente. Soa bem? A nós também!

Custos da Hotelplanner: os hotéis não pagam adesão, mas por reservas confirmadas é cobrada uma comissão de 10%. A comissão de 10% é depois partilhada a 50/50 entre o agente e a plataforma, nos casos em que existe uma agência envolvida no processo (nem sempre existe).

HOTELPLANNER.com

 

 

Cvent.com

A Cvent está direcionada a fazer a ligação agente – fornecedor. Permite pedir cotações online para salas de reuniões e alojamento, e também disponibiliza um software de gestão de eventos para agentes.

Custos da Cvent: a tabela de preços não está disponível online e os custos poderem variar dependendo do tamanho dos hoteis, salas, pedidos recebidos anualmente, etc… de qualquer forma, os ganhos da Cvent são feitos através da venda de posicionamento em página quando se faz uma pesquisa aqui: http://www.cvent.com/rfp/hotels ou então, pelo redireccionamento de RFPs (Request for Proposal, ou pedido de proposta) quando o mesmo é solicitado no site deles. Os preços dependem muito de MMA (Major Metropolitan Area), o melhor é mesmo pedir-lhes uma cotação.

cvent_logo.jpeg

 

 

 RegOnline.com

A RegOnline pertence à Lanyon Solutions, estão muito bem implementados no mercado Europeu e Americano e entre outras coisas, providenciam uma plataforma a agentes de viagem que funciona como software de gestão de eventos, reuniões e viagens – maioritariamente de corporate (GDS e RFPs).

Custos da RegOnline: pode encontrar os preços aqui:  www.regonline.com/_princing

Regonline by Lanyon

 

 

Tabela de características dos sites de reservas online de salas de reuniões e eventos

Abaixo preparamos uma pequena tabela com as principais características das plataformas discutidas acima. Não incluímos na tabela os custos das plataformas, porque variam no formato e por vezes até na capacidade negocial de cada um.

 

sites de reservas congressos grupos salas reuniao conferencias

  

Esperamos que lhes seja útil este artigo e caso queiram acrescentar ou comentar algo, somos todo ouvidos!

Apartamentos ilegais na Booking.com

Calma...o título é forte mas é retirado da Hosteltur conforme vão poder ver abaixo.

 

Recuando um pouco no tempo:

Toda a gente sabe que a Booking.com é senão a maior OTA (Online Travel Agent) do mundo, pelo menos uma das duas maiores. Aliás na Europa alguns estudos indicam que cerca de 50% de todas as noites reservadas são feitas via Booking.

Em resumo, quase toda a gente que conheço os usa, ou usou ou então planeia usá-los para as próximas férias, escapadinhas, viagem de negócio, etc...

 

Quem está mais atento, deve ter também reparado que nos últimos tempos o gigante Booking.com detido pelo ainda maior gigante Priceline está a tentar (e a conseguir) adicionar tipos de alojamento alternativos como apartamentos e vilas e inclusive lançou em 2014 o Villas.com, um site de arrendamento de propriedades em tudo semelhante (mas com menos variedade de escolha) à pioneira HomeAway

 

Sem dúvida um movimento inteligente de quem quer aproveitar um segmento de mercado com um crescimento extraordinário.

 

A líder mundial deste sector é a HomeAway que facturou em 2014 mais de $400M com crescimento de quase 30% vs 2013 (2015 continua em crescendo). A emergente AirBnB criada em 2008 está a fechar uma capitalização de $1,4Bn o que equivale a uma avaliação da empresa superior a $20Bn. Esta avaliação tornará a Airbnb a 3ª maior marca de Hospitalidade do mundo, atrás apenas da Hilton e da Marriot. 

 

Por tudo isto, a Booking e a empresa mãe Priceline, tem gerido com pinças este mercado complicado dos arrendamentos. Complicado porquê, pergunta o(a) leitor(a)?

 

Porque parece que alguns dos apartamentos que se encontram disponíveis na Booking.com, Airbnb ou HomeAway não são devidamente legalizados pelos seus donos, não pagam impostos e em muitos casos nem sequer cumprem regras mínimas de higiene e segurança

 

Então, o que se está a fazer para mudar isto?

 

Em Portugal foi lançada a Nova Lei do Alojamento Local em 2014 e apesar das inspeções terem aumentado, a realidade é que continua a ser fácil encontrar quem não esteja a operar legalmente.

 

Voltando então ao tema e ao artigo da Hosteltur sobre os apartamentos ilegais na Booking.com:

 

Os nossos vizinhos da Junta da Catalunha já em 2012 tinham lançado uma lei que obrigava os apartamentos e vivendas a registar-se nas finanças e a cumprir determinadas regras básicas mas eficazes para poderem trabalhar.

 

Agora e em antecipação ao resto do mercado Europeu, chegaram a um acordo com a Booking.com para que sejam removidos do site da Booking.com todos os apartamentos, vivendas ou casas alugadas que não cumpram as regras.

 

Sem dúvida, parece-nos uma excelente forma de finalmente resolver o problema! Ao invés de ir atrás dos milhares de individuais que operam ilegalmente, chega-se a acordo com o punhado de empresas que disponibiliza os apartamentos ilegais

 

Para quando a mesma atitude para Portugal?

 

Deixe o seu comentários, dê-nos a sua opinião!

 

Booking.com o site de alojamentos #1 do mundo

 

 

 

5 Blogs de Hotelaria que qualquer hoteleiro deve seguir!

Check-ins, check-outs, no-shows, reservas, cancelamentos, grupos, individuais, walk-ins, pequenos-almoços, almoços, lanches, cocktails, jantares, apresentações, inventários, compras, vendas do dia...ufa!!! Nem sei como um dia de 24 horas chega para isto tudo!

 

Se é hoteleiro conhece bem demais esta sensação.

Cada minuto do dia conta, porque todos os dias existem dezenas de emergências (algumas maiores que as outras) a tratar e parece que mesmo todas as horas do dia não chegam para dar conta do recado. Ainda assim, trabalhamos numa indústria que funciona a 100 à hora e vivemos num mundo que corre a 100 à hora, por isso temos de estar sempre informados do que se passa na Indústria da Hotelaria.

 

Como não queremos que lhe escape nada, deixamos aqui a lista dos que consideramos os 5 Blogs, websites ou portais de Hotelaria que qualquer hoteleiro (ou interessado) deve seguir!

 

hosteltur.com - Espanha

São bastante rápidos a actualizar notícias, os artigos de opinião são geralmente bem fundamentados e/ou retirados de fontes relevantes e quer pela proximidade, quer pelo sangue latino, muitos dos problemas e soluções deles soam-nos bastante familiares...  

 

blog.ecornell.com - EUA

Se está no mundo da hotelaria, têm de conhecer a Cornell University, uma das mais famosas universidades de hotelaria do mundo, sediada em Ithaca EUA! A eCornell é a entidade de formação online estabelecida e gerida pela Cornell University e apesar de tudo ser pago, encontra imensa informação útil, interessante e actualizada no blog que gerem.

 

tnooz.com - EUA

Um dos websites mais completos do mundo sobre tecnologia aplicada a viagens, turismo e hotelaria. É americano claro, mas tem uma surpreendente faceta global. Tentam sempre escrever de forma a que qualquer pessoa, mesmo que menos conhecedora de termos tecnológicos, possa entender os seus artigos.

 

travelweekly.co.uk - Inglaterra

O principal portal de notícias e artigos sobre viagens e turismo no Reino Unido. Como este é um dos principais mercados para Portugal, é muito útil estar atento ao que por lá se passa.

 

tourmag.com - França

Está para França como a TravelWeekly está para a Inglaterra. Tem sido uma das nacionalidades / mercados em maior destaque e não se prevê que abrande, por isso mantenha-se bem informado sobre este mercado prioritário.

 

 

Dica 1: É claro que qualquer um dos blogs/sites acima estão na sua própria língua nativa pelo que deverá ler e entender bem Espanhol, Inglês e Francês para realmente retirar utilidade dos vários conteúdos que exibem. Se aceder pelo browser Google Chrome, a tradução é automática e sempre ajuda a entender a maior parte dos artigos. 

 

Dica 2: Cansado de receber dezenas de emails diários, mesmo que não sejam spam? Crie um alerta do google! Defina o website que pretente seguir (um de cada vez), a periodicidade de envio (pode ser uma vez por semana), escolha a qualidade dos resultados (eu escolho somente os melhores resultados) e voilá!

Recebe tudo condensado, sem entupir a caixa de correio com emails atrás de emails.

 

A imagem abaixo exemplifica como fazer:

 

Google Alerts - Alerta customizável do Google

 

 

Disclaimer

Obrigado por ter em mente que este é um blog pessoal, desprovido de garantias ou direitos e não representa de qualquer forma as idéias, pensamentos, opiniões, intenções, planos ou estratégias de qualquer outra pessoa ou entidade que não a do(s) seu(s) próprio(s) autor(es).

 

Todas as imagens, fotos ou vídeos utilizados neste blog são propriedade dos respectivos proprietários e o Hotelaria e Turismo PT não tem qualquer intenção de infringir direitos de autor nomeadamente pela utilização de fotos ou de outros formatos de mídia; pelo contrário, o que pretendemos é homenagear e realçar a qualidade de pessoas ou entidades que o Hotelaria e Turismo PT admira. Sempre que nos for possível, o autor será mencionado junto à imagem ou mídia para que os leitores deste blog, caso interessados, possam apreciar a totalidade da sua obra e portfólio.

 

Qualquer pessoa individual ou entidade que sinta que qualquer item nestas páginas pode inadvertidamente ter violado quaisquer direitos de autor deverá contactar a gerência do blog através do e-mail (hotelariaturismopt-@-gmail.com), para que sejam tomadas medidas correctivas apropriadas.

 

Todos os comentários são muito bem-vindos e apreciados desde que feitos com bom senso. Como todos os comentários estão sujeitos a aprovação do(s) proprietário(s) do blog, informamos que os mesmos serão alvo de sensura de modo a razoavelmente impedir comentários associados com pornografia, ódio, e spam possam surgir neste blog.

 

 

Licença de publicação de conteúdos retirados deste blog

O Hotelaria e Turismo PT não dá permissão à cópia integral dos seus posts (sejam originais ok?!) em qualquer meio ou plataforma sem que antes isso seja solicitado e aceite por escrito pela gerência do Hotelaria e Turismo PT. Podem é claro, citar ou utilizar pequenas partes como referência, desde que seja colocada a fonte e um link para o artigo completo no nosso blog. Qualquer utilização do nosso conteúdo que não se enquadre no mencionado acima, será encarado por nós como um infringimento das leis de proteção de conteúdos, com as consequentes acções legais.

 

 

Pseudónimos

A maioria dos colaboradores deste blog fá-lo-á via pseudónimo. O próprio proprietário e colaborador original usa um pseudónimo mas nem por isso deixa de ser uma excelente (dizem) pessoa. É por uma questão de privacidade e desde já muito obrigado por entenderem.

 

 

Obrigado,

João Raposo...o tal do pseudónimo 

 

 

Bem-vindo! Welcome! Bienvenue! Willkommen! Bienvenido!

Existirá melhor forma de fazer alguém sentir-se melhor ao chegar a um novo lugar, do que dizer-lhe Seja Bem-Vindo?

Julgo que não e por isso mesmo, desejo que sejam Muito Bem-Vindos a este Blog sobre Hotelaria e Turismo em Portugal!

 

Somos um país de pessoas bem dispostas e versadas na arte de bem receber, com uma beleza natural incomum, um posicionamento geográfico invejável, um clima ameno e uma gastronomia ímpar. Por tudo isto, o Turismo e a Hotelaria estão a tornar-se cada vez mais um dos expoentes da Indústria Portuguesa, pelo constante crescimento apresentado, pela capacidade de gerar receitas directas e indirectas e até pela notoriedade para o país.

 

Não é de admirar que muitos hoteleiros e cada vez mais o público generalista, se associe de alguma forma à hotelaria. Para os que necessitam, ou simplesmente querem estar a par das movimentações, novidades e tendências deste mundo cada vez mais competitivo, decidimos criar este blog na expectativa de os ajudar e ser ajudados!

 

Já agora e para mais informações sobre como é gerido este blog, leiam pf este disclaimer.

 

Um abraço a todos,

João 

Bem-vindo @ Hotelaria e Turismo PT

 Esta imagem foi retirada do 7-themes

Pág. 2/2