Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Hotelaria e Turismo PT

Novidades, curiosidades, notícias e tendências. Para opiniões reais sobre hotéis e restaurantes, siga a nossa rúbrica: Viagens a 2!

Hotelaria e Turismo PT

Novidades, curiosidades, notícias e tendências. Para opiniões reais sobre hotéis e restaurantes, siga a nossa rúbrica: Viagens a 2!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Expedia compra HomeAway por 3,9 Biliões de dólares

HomeAway - aluguer de casas de férias

 

Num anúncio feito hoje (05.11.2015) ao mercado, a HomeAway – o Grupo líder mundial em aluguer de casas de férias – apresentou os seus resultados financeiros do fecho do 3º trimestre a 30.09 e mais importante, informou que aceitou a oferta de aquisição feita pela Expedia, no valor calculado de cerca de 3,9 Biliões de US dólares.

 

É claro que à semelhança da recente aquisição da Orbitz por parte da Expedia, também esta aquisição terá de aguardar a posição da Autoridade da Concorrência dos Estados Unidos, pelo que só se prevê a confirmação do acordo durante o 1º ou mesmo 2º trimestre de 2016. 

 

Já há mais de 1 ano que se anunciou oficialmente que a Expedia iria integrar inventário da HomeAway e desde essa altura, a parceria entre os dois gigantes das reservas de viagens online tornou-se cada vez mais forte até chegar a este clímax.

 

Com este passo, a Expedia passa a aceder a um dos maiores portfólios de casas de férias, apartamentos e unidades de alojamento semelhantes, sendo que esta aquisição contempla várias marcas, todas pertencentes ao Grupo da HomeAway:

 

  • Abritel (mercado FR),
  • HomeAway (global),
  • FeWo-direkt (mercado DE),
  • Alugue Temporada (mercado BR),
  • Bookabach (mercado global),
  • VRBO (mercado US),
  • Vacation Rentals (mercado global),
  • OwnersDirect (mercado UK)
  • Stayz (mercado AU);
  • Travelmob (mercado Asiático)
  • Top Rural (mercado Ibérico)

 

Muitos consideram que esta é uma tentativa da Expedia Inc de capitalizar a cada vez maior projecção deste "novo" mercado, bem como a crescente notoriedade e utilização da rival Airbnb e que por isso mesmo, é previsível que sejam feitos fortes investimentos na HomeAway para a fazer competir nos destinos citadinos onde a Airbnb é claramente mais reconhecida e utilizada.

airbnb aluguer de alojamento local

Notícias excitantes e indiciadoras de mais uma revolução na industria das viagens, particularmente na forma como é feita a distribuição e reserva online de novos conceitos de alojamento.

 

E o leitor, o que acha?

Deixe-nos a sua opinião!

 

Fontes: Yahoo Finance, HomeAway e VentureBeat